Uncategorized

Oficina da FOIRN aprimora arte da cestaria dos povos Hupdah, cada vez mais valorizada

Participantes da Oficina de Cipó realizada em Iauaratê. Foto: Juliana Albuquerque/Foirn

Considerados de recente contato, os indígenas da etnia Hupdah guardam entre seus conhecimentos tradicionais a arte da cestaria confeccionada a partir de cipó titica, encontrado na floresta Amazônica. A beleza dos balaios tem atraído atenção, com aumento da demanda por esses objetos.

Para incentivar a produção e fortalecer as cadeias de valor para geração de renda e auto sustentabilidade do povo Hupdah, a FOIRN – por meio do Departamento de Negócios Socioambientais e Casa Wariró – realizou de 2 a 4 de setembro, em Vila Fátima, Distrito de Iauaretê, em São Gabriel da Cachoeira (AM), a oficina de cestaria de cipó titica.

Nos três dias de oficina foi desenvolvido todo o processo de confecção das cestarias, desde a coleta de cipós na mata, passando pelo processo de preparação com a queima do cipó até o produto finalizado.

Gerente e articuladora da Casa Wariró, Luciane Mendes, da etnia Tariana, reforçou a importância do artesanato do povo Hupdah e informou que a procura desses produtos é crescente.

Mulheres Hupdah e Tukano buscando cipó titica durante a oficina realizada na Iauaretê. Foto: Larissa Duarte/Foirn

“Essa oficina busca a valorização dos artesanatos e do trabalho desse povo. É uma tradição passada dos mais velhos para os mais jovens. Com a valorização, a juventude vai se interessar mais por seus costumes e tradições. Também informamos como produzir e escoar, gerando renda, pois existe demanda e procura por produtos Hupdah”, informou Luciane Mendes.

A oficina também contou com a participação da secretária administrativa da FOIRN, Maria Hildete Araújo,  Tariana, que falou da necessidade da criação de uma associação própria do povo Hupdah, para seu fortalecimento e regularização.

Coordenadora do Departamento de Mulheres Indígenas (Dmirn/FOIRN), Larissa Duarte Tukano reforçou a importância dos trabalhos das artesãs nas famílias, com incentivo à geração de renda.

Também estiveram na oficina a professora e conhecedora tradicional Cecília Albuquerque, da etnia Piratapuia, e Margarida Maia, da etnia Tukano,  membros da Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira (Assai).

Indígena da etnia Hupdah, Terezinha Cruz Ramos agradeceu a iniciativa e disse que a oficina leva esperança a seu povo. “Estou muito feliz por vocês  virem até a gente e realizar essa oficina de suma importância para o meu povo, para valorização da cultura e das tradições. Vamos continuar na luta e ainda mais firmes, pois vocês nos deram esperança de continuarmos trabalhando pra sustentar nossas famílias“, disse.

Vice-presidente da Associação das Mulheres Indígenas do Distrito de Iauaretê (Amidi), Veronica Sampaio Alves enfatizou a importância da realização de outras oficinas com o povo Hupdah para aprimoramento dos trabalhos das artesãs.

A oficina foi uma realização da FOIRN, através do Departamento de Negócios Socioambientais / COIDI e AMIDI  com apoio da Rainforest e Embaixada Real da Noruega, através do projeto ForEco -Economia indígena do Rio Negro iniciativas de cultura material e comércio justo), em parceria com o Instituto Socioambiental – ISA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Terra e Cultura

Blog da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro

Blog II da EIBC Pamáali 2014 a 2016

Bem-Vindo ao blog II da escola Pamáali, localizada no Médio Rio Içana-Alto Rio Negro. Aqui você encontra notícias da região do Alto Rio Negro sobre Educação Escolar Indígena e outros assuntos. Deixe seus comentários!

CAIMBRN

Coordenadoria das Associações Indígenas do Médio e Baixo Rio Negro

Blog do Povo Baniwa e Koripako

Nossa presença na Web

Antropologia médica

Diálogos entre pesquisadores latinoamericanos

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

Uma (in)certa antropologia

Notas sobre o tempo, o clima e a diferença

Rio Negro

Blog do Ray Baniwa

%d blogueiros gostam disto: