Uncategorized

FOIRN realiza oficina de fibra de piaçava e tucumã no município de Barcelos-AM

Comunidade: Bacabal/Município de Barcelos-AM

A oficina de fibras de piaçava e tucumã foi realizada na comunidade Bacabal, localizado no Rio Aracá, município de Barcelos, na região da CAIMBRN (Coordenadoria das Associações Indígenas do Médio e Baixo Rio Negro), a atividade aconteceu de 21 a 23 de setembro de 2021.

Realizado pela FOIRN, através do Departamento de Mulheres Indígenas (Dmirn), Departamento de Adolescentes e Jovens indígenas-DAJIRN e Departamento de Negócios Socioambientais em parceria com a coordenadoria CAIMBRN, Associação Indígena de Barcelos-ASIBA, e Associação Indígena de Base do Aracá e Demeni – AIBAD, a oficina teve como objetivo fortalecer a produção de artesanatos a partir das fibras de piaçava e tucumã, e promover intercâmbio entre os artesãos de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro.

Na região do Rio Aracá são oito comunidades (Nova Esperança, Bacabal, Jaqueira, Romão, Elesbão, Terra Preta, Bacuquara), onde vivem povos Tukano, Baré, Tariana, Wanano e Piratapuia. A oficina contou com mais de trinta participantes entre mulheres, homens e jovens indígenas dessas comunidades. A partir da associação, nos últimos anos as comunidades através de suas lideranças locais vêm buscando se fortalecer na luta pelos direitos e território, como também as cadeias produtivas locais com apoio da FOIRN.

Artesãos Preparando as fibras de Piaçava a serem utilizadas na oficina.

A oficina

Samero Andrade Baniwa Vice – Coordenador CAIMBRN, mobilizou a comunidade de Bacabal e providenciou os materiais que foram utilizados durante a oficina, como fibra de piaçava e de tucumã. Durante a oficina foram feitos vários Artesanatos como abanos, suplá, cestos, porta-jóias e bolsas. Ficou definido que a associação AIBAD (Associação Indígena de Base do Rio Aracá Demeni), vai começar a manter a agenda de realização de oficinas para a produção e aperfeiçoamento da qualidade dos produtos.

A coordenadora do DMIRN, Glória de Braga do povo Baré, foi uma das mobilizadoras da oficina e reforçou sobre a importância da união dos povos indígenas na luta pelos direitos, na defesa dos territórios, e para o empoderamento das mulheres por meio das associações de base. “É importante o fortalecimento da associação local, para desenvolver ações que fortalece a luta, promovam projetos para valorizar os produtos feitos na região, para depois comercializar e gerar renda para a sustentabilidade das comunidades e famílias”, afirmou.

Outro momento importante na oficina foi exposição da Casa de Produtores Indígenas do Rio Negro (Casa Wariró), feita pela Articuladora e Gerente, Luciane Lima Tariana. Na apresentação, ela repassou informações sobre o histórico, funcionamento, padronização, precificação, relacionamento com artesãos e artesãs, e as demandas de artesanatos. Reforçou a importância do fortalecimento nas produções de artesanato nas comunidades e na valorização dos produtos indígenas.

Artesã Maria de Nazaré-Tariana, participando da oficina.

A presença da FOIRN na oficina foi fortalecida com a participação do Departamento de Adolescentes e Jovens Indígenas do Rio Negro (DAJIRN) para apresentar as ações do departamento e incentivar a participação da juventude indígena nas ações de valorização e transmissão de saberes tradicionais, a coordenadora Sheine Diana do povo Baré.

Carlos Nery, coordenador da CAIMBRN participou da atividade, repassou informações sobre os trabalhos da coordenadoria na região do médio e Baixo Rio Negro, e reforçou aos artesãos sobre a qualidade e padronização dos artesanatos aspectos importantes no processo de comercialização dos produtos. Agradeceu os incentivos pelas lideranças e artesãos locais. “A gente precisa demandar trabalho, mas, um trabalho articulado de forma coletiva”, disse. No final da oficina, o presidente da AIBAD, João Leandro Farias do povo Baré, agradeceu a realização da oficina na região. “Só tenho a agradecer a FOIRN pelo incentivo aos artesãos da região para fortalecer e ganhar seu futuro, sua renda familiar através da comercialização de artesanatos, trabalhando e valorizando a cultura pra fortalecer a sustentabilidade, obrigado a todos”, afirmou.

Participaram da oficina a comunidades de Bacabal, Romão, Bacuquara, Elesbão e membros da ASIBA (Associação Indígena de Barcelos) e CIMI (Conselho Indígena Missionário).

Artesanatos Finalizados durante a oficina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Terra e Cultura

Blog da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro

Blog II da EIBC Pamáali 2014 a 2016

Bem-Vindo ao blog II da escola Pamáali, localizada no Médio Rio Içana-Alto Rio Negro. Aqui você encontra notícias da região do Alto Rio Negro sobre Educação Escolar Indígena e outros assuntos. Deixe seus comentários!

CAIMBRN

Coordenadoria das Associações Indígenas do Médio e Baixo Rio Negro

Blog do Povo Baniwa e Koripako

Nossa presença na Web

Antropologia médica

Diálogos entre pesquisadores latinoamericanos

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

Uma (in)certa antropologia

Notas sobre o tempo, o clima e a diferença

Rio Negro

Blog do Ray Baniwa

%d blogueiros gostam disto: